Comunicações


As contribuições para o Simpósio devem ser obras inéditas, de natureza científica ou profissional. Podem ser apresentados sob a forma de comunicação livre (escrita), boas práticas (escrita) ou cartazes (infográficos).

Requisitos gerais

Cada pessoa só pode participar com 2 contribuições, quer individualmente quer em equipas. Além disso, cada trabalho só pode ser apresentado por um máximo de 5 pessoas. Estas regras aplicar-se-ão a qualquer uma das modalidades de apresentação, independentemente da modalidade selecionada.

Os trabalhos devem ser justificados pela sua relação com uma das linhas temáticas do Simpósio. Podem ser apresentados numa das três línguas oficiais do Simpósio, nomeadamente espanhol, português e inglês.

Propomos como material de inspiração para a redação dos documentos o que é descrito na secção 2 do Documento de Base do programa LEI, que pode ser descarregado de uma forma resumida neste pdf.

Após a aceitação do trabalho, o Comité Académico do Simpósio tomará a decisão final sobre a adequação da linha temática selecionada pelo autor. Os trabalhos em qualquer uma das suas modalidades serão avaliados pelos membros do Comité Académico utilizando o procedimento de dupla ocultação.

A receção dos trabalhos tem início a 2 de Novembro, e a sua aceitação será comunicada, se aplicável, dentro de um prazo não superior a 15 dias úteis. A data final de apresentação para publicação no website do Symposium será 1 de Fevereiro.

Se tiver dúvidas ou perguntas sobre o procedimento para submeter documentos, por favor escreva para symposium2023@wcdleadership.com.


Modalidades

COMUNICAÇÕES LIVRES

As comunicações livres são artigos ou trabalhos de investigação ou análise, apresentados de forma clara e ordenada, como resultado da sistematização de alguma prática profissional ou como resultado de considerações gerais sobre a prática de gestão numa das quatro áreas de ação das quais depende o desempenho dos dirigentes escolares.

Os documentos devem ser escritos e enviados exclusivamente no modelo que pode ser descarregado aqui. Por favor, preencha também este quadro de resumo do documento, disponível aqui.

Os trabalhos devem ter um mínimo de 6 páginas (3.500 palavras) e um máximo de 12 páginas (7.000 palavras). Para efeitos de publicação, o título, subtítulo, parágrafo, etc. do modelo deve ser utilizado. Além disso, devem ser seguidas as seguintes regras:

  • Título do artigo em letras maiúsculas.
  • Nome da linha temática a que a contribuição pertence (ver linhas temáticas do Simpósio).
  • NÃO INCLUIR DADOS PESSOAIS NO DOCUMENTO. Estes dados serão incluídos aquando do registo do artigo através do modelo de resumo.
  • Resumo do artigo com um máximo de 200 palavras.
  • Palavras-chave: entre três (3) e cinco (5) palavras-chave que descrevem a comunicação.
  • As referências bibliográficas devem estar em conformidade com as Diretrizes da 7ª Edição da APA. Para mais informações: www.apastyle.apa.org
  • Se desejar incluir imagens, estas devem ser originais, indicar a autoria e estar convenientemente intercaladas ao longo do texto em formato .jpg ou .png. Imagens protegidas por direitos de autor que não sejam suas não serão permitidas. Neste sentido, aqueles que detêm a autoria da obra terão de incluir no final um texto certificando que possuem as permissões necessárias para a inclusão destas imagens e/ou qualquer outro conteúdo.
  • Os artigos que não forem publicados em revistas especializadas serão incluídos no volume de compilação do Simpósio.
BOAS PRÁTICAS

Uma BOA PRÁTICA é uma intervenção relevante aplicada num ambiente real e que tem sido favoravelmente avaliada em termos de adequação, eficácia e eficiência em relação ao processo e resultados. Para além dos critérios acima referidos, outros critérios importantes para a consideração e aceitação da comunicação De Boas Práticas são a definição clara do contexto, sustentabilidade, interdisciplinariedade, envolvimento das partes interessadas e transferibilidade ou replicabilidade.

Os critérios para a aceitação de comunicações de Boas Práticas serão:

  • Carácter inovador: desenvolvem soluções novas ou criativas.
  • Resultados efetivos: demonstrar um impacto positivo e tangível na melhoria.
  • Perspetivas sustentáveis: devido às suas exigências sociais, económicas, educacionais e ambientais, podem ser mantidas ao longo do tempo e produzir efeitos duradouros.
  • Replicabilidade: servem de modelo para o desenvolvimento de políticas, iniciativas e ações noutros locais.
  • A adoção de uma perspetiva de género e de inclusão social (redução das desigualdades ou da pobreza educativa, bem-estar dos alunos, etc.).

As Boas Práticas devem ser escritas e submetidas exclusivamente no modelo que pode ser descarregado aqui. Um quadro resumo será também anexado e está também disponível para download aqui.

POSTER

Para esta modalidade serão seguidas as mesmas regras gerais para a modalidade de comunicação livre (incluindo resumo, palavras-chave e referências bibliográficas). É um documento gráfico ou infográfico, que apresenta os processos e resultados de um projeto, uma experiência, um trabalho de equipa ou uma investigação sobre liderança em que a informação é organizada com apoio gráfico e de forma sintética mas facilmente acessível, tanto física como conceptualmente.

Os posters apresentados não serão sujeitos a revisão pelos pares e será providenciado espaço para a sua apresentação no simpósio.

Não é fornecido qualquer modelo, pelo que pode seguir o esquema da sua escolha. No entanto, recomenda-se que as dimensões sejam pelo menos semelhantes a A4 na disposição vertical e de preferência preparadas para impressão em DIN A0, DIN A1 ou cartaz eletrónico.

O formato de apresentação deve ser .jpg, .png, .pdf ou compatível. Os artigos em poster só serão publicados no volume de compilação do Simpósio e/ou no website.